sábado, 11 de outubro de 2014

1° estudo do Bouguereau e o rosto que ficou feio

Oi pessoal!


Hoje vim mostrar aqui um estudo a óleo que comecei a fazer e nem sei se posso defini-la como terminada. Ela é uma cópia de um quadro do Bouguereau que fiz em uma tela de MDF preparada com gesso acrílico. Estou querendo fazer cópias de alguns artistas para poder estudar as técnicas. Estou empolgada com os trabalhos de temáticas marinhas do Bouguereau.



Esse ano comecei a me interessar por estudar os próprios materiais e procurar tintas melhores. Comprei tintas da linha profissional da winsor e newtone  também umas da gamblan. Porém eu não vou deixar de usar as tintas nacionais que tenho em casa. Nesse momento não penso em doa-las e nem deixa-las paradas. Estou fazendo estudos com elas. Além disso eu comecei a fazer duas cópias do Bouguereau usando apenas tintas nacionais para depois poder comparar com o resultado de materiais melhores.


Vamos ao que interessa!


Comecei o desenho com grafite na quadrícula e depois contornei com a sombra natural bem diluída. Depois de secar fiz a imprimatura e depois passei a sombra queimada nas áreas escuras. 




Depois fui passando as cores. Eu gostei muito do resultado dos joelhos e da barriga, mas o rosto... odiei. esse pescoço também... ta certo que no original era bem alongado, é como se a mulher estivesse com o queixo pra cima, o problema é que não consegui fazer isso. Talvez eu trabalhe mais nesse rosto e faço alguns retoques nos dedos.







Eu não usei beeem as cores das paletas tradicionais. Usei o amarelo de nápoles carne (amo), o amarelo de nápoles normal, o cor de carne claro, amarelo de cádmio, sombra queimada, sombra natural, azul ultramar, magenta, ocre, branco de tintânio, vermelho francês, sépia e o preto. Como já disse, estou aproveitando essas tintas nacionais que tenho para fazer estudos. Não que também seja errado usar outras tintas que não sejam as das paletas tradicionais.






Em relação a qualidade das tintas, eu noto que elas são muito transparentes e olha que eu nem estou mais misturando com óleo de linhaça como fazia antes (quem me acompanha entende o que quero dizer). Também noto que depois de seca a pintura fica muito brilhosa, o que significa que na composição dela tem pouco pigmento pra muito óleo. 

2 comentários:

  1. Muito bom! Não conhecia seu Blog.
    Já marquei nos favoritos!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Conheci seu blog ao acaso e fiquei encantada!
    Que trabalho maravilhoso!
    As pinturas que você mostra e comenta aqui são realmente lindas!
    Arte pura e original! Adorei!

    •☆• Memórias de uma Guerreira •☆•

    ResponderExcluir